Blog

Como ser feliz no Ano Novo

Postagem enviada em 01/01/2013

“Para conhecê-lo, e a virtude da sua ressurreição, e a comunicação de suas aflições, sendo feito conforme a sua morte; para ver se de alguma maneira, eu possa chegar à ressurreição dos mortos. Não que já a tenha alcançado ou que seja perfeito...; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam..., prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3.10-14).

No final de cada ano é muito comum fazermos planos, traçarmos metas, estabelecermos objetivos para serem colocados em prática no ano novo. Na maioria das vezes, com o passar dos dias, esses planos, metas e objetivos vão sendo adiados.

Nesta post apresento para todos os meus amados irmãos e irmãs, membros e congregados da IEADERN, uma “receita” de como ser feliz no ano novo.

O primeiro ingrediente desta receita é: que possamos ganhar a Cristo. O apóstolo Paulo diz aos filipenses que renunciou a tudo que era, que possuía, que sabia para ganhar a Cristo.

Baseados no exemplo do apóstolo, nós também podemos renunciar, se não a todas, mas, a muitas coisas que nos embaraçam e nos impedem de ganhar a Cristo, isto é, de ser achado nÊle, de ter comunhão plena com Êle, não confiado em nossa justiça mas na fé em Deus.

Se Cristo é a razão maior de nossa vida então os desejos e aspirações íntimos de todos os que são verdadeiramente dÊle devem inclinar-se para Êle como a personificação objetiva da justiça salvadora, do amor divino e da felicidade futura.

O segundo ingrediente da receita é: que possamos conhecer a Cristo. Este conhecimento deve ser o objeto supremo do desejo do crente, o alvo verdadeiro de nossa vida.

A maneira mais prática de conhecer a Cristo é conhecer a sua Palavra. Então, que o nosso plano anual de leitura da Bíblia Sagrada seja levado a bom termo, que o exame das Escrituras seja uma constante em nossa rotina e que a perseverança nesta boa prática seja uma realidade neste novo ano.

O terceiro elemento desta receita é: prosseguir para o alvo. De nada adianta ficarmos olhando para os nossos fracassos e derrotas no ano que passou, chorando os sonhos não realizados. Devemos, sim, tirar lições dos nossos erros, e fixarmos o nosso olhar em Jesus que é o autor e consumador da nossa fé.

Cristo deve ser o alvo de nossa fé, do nosso amor, da nossa comunhão e da nossa esperança.

Que neste ano novo a presença de Jesus Cristo em nossas vidas seja uma constante. Que o nosso pensamento esteja voltado para o que é verdadeiro, o que é honesto, o que é justo, o que é puro, o que é amável, o que é de boa fama.

Desejo a todos os meus amados companheiros, membros e congregados da nossa IEADERN, enfim, a todos os nossos queridos leitores, as mais ricas e insondáveis bênçãos espirituais e que o nosso bom Deus, segundo as suas riquezas, supra todas as vossas necessidades em glória, por Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

comments powered by Disqus

Agenda

Últimas imagens

Início Biografia Currículo Imagens Vídeos Família Contato